Supermercados paulistas esperam recuperar perdas

Crescimento de 2% em 2017 anima setor que prevê superar as perdas de 2015 e 2016

A reação nas vendas dos supermercados paulistas no ano passado leva a projeções mais otimistas para o desempenho em 2018. A expectativa é de alta nas vendas em torno de 2,5% a 3%. Esse percentual permitiria uma recuperação das perdas registradas em 2015 e 2016. Entretanto, o melhor resultado depende da retomada do nível de emprego, avalia a Associação Paulista de Supermercados (Apas). O ano de 2017 terminou com 12 milhões de pessoas desempregadas, segundo divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

No comparativo de vendas de 2017 com 2016, considerando as mesmas lojas e valores já deflacionados, os supermercados paulistas registraram alta de 2,08% no faturamento. Se consideradas também as novas unidades abertas pelo setor, o faturamento de 2017 foi 5,01% maior do que o obtido no ano anterior. A expansão representa um bom sinalizador após dois anos consecutivos de queda no faturamento.

Dezembro teve crescimento de 7,04% na comparação com o mesmo mês de 2016. O ticket médio aumentou 2,67% no mês para um aumento de volume bem menor, de 1,4%, o que indica compras de produtos de maior valor.