Anvisa proíbe venda de filé de peixe, azeite e chás

Análises da agência apontam produtos que oferecem risco à saúde e com falta de licenciamento

Em decisão recente, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou a suspensão da fabricação, venda e distribuição de uma série de produtos na semana passada, como peixe congelado, azeite e chás. O MeuCardápio divulga os alimentos com problemas e as marcas.

.: Filé de peixe congelado, da marca Qualitá, produto da Companhia Brasileira de Distribuição (dona das redes de supermercado Pão de Açúcar e hipermercados Extra). A Anvisa proibiu a venda e determinou que seja recolhido do mercado o lote A 170216036 do Filé de Peixe Congelado Polaca do Alasca, com validade até 16/02/2019. De acordo com a agência, o alimento foi reprovado em testes realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, que acusaram presença de cestóides da Ordem Trypanorhynca e nematóide da Família Anisakidae, considerando a evidência de conter matérias estranhas indicativas de risco. Os consumidores que compraram o produto devem entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da empresa para efetuar a troca.

.: Azeite de Oliva Extra Virgem da marca Fátima, fabricado pela Indústria de Alimentos Paulista Comércio e Distribuição. Foi proibida a fabricação, a venda e a distribuição de novas remessas do azeite e Anvisa determinou o recolhimento dos produtos já vendidos, uma vez que a empresa não está devidamente licenciada.

.: Alguns chás também estão na lista da Anvisa, que proibiu a fabricação, venda, distribuição e determinou o recolhimento dos produtos. São eles: Erva Cidreira, da marca Flor do Campo, fabricado por Flor, devido à presença da espécie vegetal Lippia alba, que não é autorizada pela legislação de alimentos para preparo de chás; Sene, da marca Fito Alimentos – Chás & Ervas, fabricado por Marcolino Jose da Rocha – ME, devido à presença da espécie vegetal Sene (Senna sp.), que não é autorizada pela legislação de alimentos para o preparo de chás.