Cruzília inova e adota embalagem skin pack para fracionados

Projeto pioneiro do produtor de queijos garante melhor apresentação para o produto e facilidade para o cliente.

O alto grau de transparência que permite uma perfeita visualização do produto no ponto de venda e o sistema do tipo ‘abre fácil’ fizeram a Cruzília mudar as embalagens dos queijos fracionados que possuem olhaduras. Assim, a linha Cruzília Reserva composta pelos tipos emmental, gruyère, gouda, estepe e prato está chegando paulatinamente às prateleiras do varejo com as embalagens skin pack. Para implantar as mudanças, foram feitos investimentos, não revelados, para aquisição de uma máquina Multivac importada da Alemanha, adequações da fábrica e desenvolvimento do conceito mercadológico.

De acordo com a empresa, por uma decisão de trazer essa inovação e ser pioneira nesse mercado, o projeto foi implantado relativamente rápido pela Cruzília, em cerca de seis meses. As embalagens utilizam filme-fundo fornecido pela Evertis e filme-tampa fornecido pela Bemis Latin America, com alta barreira, ambos recicláveis. Dependendo da configuração da máquina, outros formatos de embalagens podem ser desenvolvidos, permitindo futuros lançamentos.

INICIATIVA PREMIADA
Com os queijos Cruzília, a skin pack rendeu à fornecedora Bemis Latin America o Prêmio Abre (Associação Brasileira de Embalagens) da Embalagem Brasileira 2017, sendo vencedora Bronze em tecnologia de embalagens para bebidas e alimentos. Atualmente a embalagem tem sido comercializada também para outros alimentos, principalmente para frigoríficos e pescados, informa o analista de aplicações do marketing da Bemis, Reginaldo Moraes dos Santos.

“A tecnologia skin pack, além de valorizar a apresentação do produto e automatizar a linha de processo, aumenta o shelf life, ou seja, a vida útil do produto. Isso é possível devido à tecnologia da embalagem que possui altíssima barreira a permeabilidade de oxigênio, gases e umidade, garantindo, assim, a integridade do produto. Além disso, a inovação skin pack molda e adere muito bem ao produto, inibindo a exsudação dos cortes cárneos”, afirma Santos, acrescentando que no exterior, especialmente nos Estados Unidos e na Europa, existem variações de embalagens skin para atender aos diversos tipos de aplicações como cortes de frango (que podem ir direto ao micro-ondas); cortes com osso (skin com maior resistência a perfuração) e cortes suínos temperados.