O que fazer com a versátil mandioquinha

Também conhecida como batata-baroa ou cenoura-amarela, a raiz funciona para preparar de nhoque a sopas, passando por pães, salada e purê.

O que fazer com a versátil mandioquinha

Fonte de potássio, de alto teor de carboidratos e de fácil digestão, a versátil mandioquinha funciona para preparar receitas de resultados bem diferentes. Vai bem do nhoque à sopa, passando por pães e purê. Pense na mandioquinha como substituta mais suave, e amarela, de pratos à base de mandioca ou batata, como o escondidinho.

Em algumas regiões do Brasil, como no Rio de Janeiro, é conhecida como batata-baroa. No sul, como cenoura amarela. Mas tem outros nomes associados, como batata-salsa, batata-fiuza, batata-aipo, batata-jujuba.

COMO ESCOLHER E CONSERVAR

Opte pelas mandioquinhas de cor amarela intensa e sem manchas escuras na casca. Diferente da batata, é uma raiz pouco resistente. Se deixada à temperatura ambiente em um dia quente pode estragar em 24 horas. O melhor é guardar na geladeira, onde não dura mais que cinco dias.

TEMPO DE COZIMENTO DA MANDIOQUINHA

Cozinha mais rápido que a batata e a mandioca. Por isso, é bom ter o garfo á mão para espetar e não perder o tempo de cozimento.

Fervendo na água que deve estar salgada demora de 10 a 15 minutos.

No vapor, o processo é mais lento: em torno de 20 minutos. Na pressão, não demora mais que 20 minutos. Evite o micro-ondas.

SOBROU PURÊ DE MANDIOQUINHA

Embora gostoso, purê de mandioquinha requentado não fica dos mais saborosos. Uma opção é cortar e fritar ou assar, como se faz com a polenta.

Deixe a sobra na geladeira de um dia para o outro ou para o freezer uma hora antes de preparar. Aqui, a ideia é que o purê endureça, de modo a ser cortado sem despedaçar. Se precisar, acrescente amido de milho.

Depois frite os pedaços em óleo. Ou asse em forma apenas untada. Ou use o air-fryer.

Dica para o purê | Experimente trocar o leite comum por leite de cocô.