Paviloche anuncia nova linha de produtos

Fabricante catarinense de sorvetes entra para o mercado de creme de avelã atendendo, por enquanto, o varejo de Santa Catarina

Desenvolvido como recheio dos picolés da marca, o creme de avelã da Paviloche Sorvetes passa a ser um produto independente que vai concorrer em outro mercado diferente dos gelados. Aposta do inverno, o creme será vendido inicialmente no varejo de Santa Catarina, entre supermercados e redes de conveniência. “Mas, em breve, devemos expandir para o Paraná também”, informa o diretor da empresa, Douglas Pavinato. Será vendido em pote plástico de 280 gramas, com preço sugerido ao consumidor entre R$ 13,98 e R$ 14,98.

Segundo Pavinato, a estratégia para conquistar espaço dominado pela Nutella e convencer o consumidor a experimentar uma nova opção será o preço menor e ações de degustação nos mercados.

O novo produto chega ao comércio no início de julho, assim como outras duas novidades que o fabricante apresentará esta semana durante a Exposuper Acats, feira de produtos, serviços e equipamentos organizada pela associação catarinense de supermercados no Centro de Exposições de Joinville.

A feira começa hoje, 19 de junho, e segue até a quinta-feira, 21. A Paviloche participa como integrante do estande da Deligel Distribuidora. Também lança o picolé Bolshoi sabor Gran Chocolate, feito de chocolate ao leite e chocolate branco, com cobertura de chocolate branco.

Pela cessão da marca, a empresa destinará 10% de royalties para a Escola Bolshoi do valor das vendas dos picolés, explica o diretor da Paviloche. A filial que funciona em Joinville é a única filial no mundo da famosa companhia de balé russa.

O fabricante acrescenta à linha de sorvetes o sabor Leitinho Trufado, que terá edição limitada. Lançado na feira, o sorvete de sabor leite e nata, mesclado com calda de chocolate será comercializado em pote de dois litros.

A Paviloche começou em 1990 como uma sorveteria, vendendo o próprio produto, desenvolvido de forma artesanal. Mas, três anos depois, a produção ganhou escala industrial. Hoje, a empresa produz 60 mil litros de sorvete e 40 mil picolés por ano, comercializados no varejo de Santa Catarina e Paraná, além das oito lojas de varejo da marca.

De acordo com Pavinato, a empresa avalia ampliar presença, chegando a outros estados, porém, nada há plano definido até o momento.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
Slider