Mercado aceita material reciclável como pagamento

Iniciativa brasileira lançada no Acre pretende beneficiar o meio ambiente e os produtores locais, com o objetivo formar uma rede.

Na floresta amazônica, o município de Marechal Thaumaturgo, distante 560 quilômetros de Rio Branco, a capital do Acre, ganhou no dia 31 de março um mercado ecológico no qual é possível pagar as compras com produtos recicláveis como latas de alumínio e plásticos. A iniciativa é uma parceria entre a Fundação House of Indians, com sede em Bruxelas, e Benki Piyãko, um chefe espiritual dos Ashaninka, tribo indígena que ocupa a região, na fronteira com o Peru.

No Troc Troc é possível encontrar itens industrializados e principalmente grãos, frutas, legumes e verduras cultivados localmente, além de artesanatos, beneficiando os artesãos e produtores locais. Cada quilo de material reciclável vale R$ 0,50 e se for entregue limpo e amassado há um bônus de 20% sobre o valor total. Os recicláveis são vendidos e o valor obtido é usado para a compra de itens ofertados no mercado, informa o gerente, Edson Bezerra. Em apenas um mês foi recolhida meia tonelada de recicláveis. O material é enviado a um centro de reciclagem situado na cidade de Rio Branco.

O objetivo é desenvolver a consciência ecológica e econômica da reciclagem e ajudar o meio ambiente local cada vez mais poluído com esses produtos, devido ao crescimento do comércio na região. A expectativa é de que a iniciativa sirva de referência para abertura de outros estabelecimentos do tipo, com a construção de uma rede de pontos de reciclagem, inclusive em diferentes aldeias da Amazônia. Há também um projeto semelhante para montar um restaurante.