Chuvas elevam preços da verdura em 16%

Índice Ceagesp registra alta de 1,31% em junho comparado com o mês anterior

O preço das verduras tiveram alta média de 15,89% em junho, de acordo com o Índice Ceagesp, que na média subiu 1,31% no mês, comparativamente com maio. As alfaces crespas e lisas lideraram os aumentos com 63% e 57,3%, respectivamente. O coentro ficou 44,6% mais caro, a rúcula 25,7%. Couve flor (-15,3%), repolho (- 15%) e erva-doce (-14,7%) registraram as principais baixas. As chuvas prejudicaram a qualidade das verduras e os preços, informa a central de abastecimento do estado de São Paulo.

Os legumes também tiveram alta de 4,32%, puxada principalmente pela abobrinha italiana (48,4%), pelo pimentão verde (47,5%) e pela pimenta cambuci (38,1%).

Já as frutas tiveram aumento bem inferior, 0,79%, mas algumas variedades tiveram encareceram bastante em junho em relação ao mês anterior, como a ameixa estrangeira americana (207,2%), o limão taiti (55,5%) e a melancia (35,2%).

No primeiro semestre do ano, o indicador acumula baixa de 7,27%. Portanto, o cenário para 2017 em relação aos níveis inflacionários continua positivo para o consumidor. No acumulado dos últimos 12 meses, o indicador registra retração de 11,7% nos preços praticados.