Casa orgânica tem de alimentos a maquiagem e roupas

O espaço inaugurado oficialmente este mês conta atualmente com cerca de mil itens à venda

Ter em um único local as mais diversas alternativas de produtos orgânicos e sustentáveis, de alimentos, a itens de beleza e vestuário. E ainda serviços, como salão de beleza, esmalteria, todos seguindo essas mesmas regras. Esta é a proposta da Casa Orgânica inaugurada oficialmente no início de abril em plena Vila Madalena, na capital paulista.

Em um espaço de aproximadamente 500 metros quadrados é possível encontrar hortifrutis, grãos a granel, legumes e frutas desidratadas, sorvetes, papinhas congeladas, pão de queijo, folhados, bolos, produtos para nutrição animal, itens vendidos diretamente pelos produtores.

PRODUTOS CERTIFICADOS

Todos os produtos são certificados, garante uma das idealizadoras do projeto, Naíla Delalana. São atualmente cerca de mil itens na loja, mas ela estima que chegarão a 4 mil no total. Atualmente já é possível encontrar artigos de higiene e limpeza biodegradáveis, perfumaria orgânica – de máscara facial de argila até xampus e fortalecedores de unha, maquiagem, lingeries e camisetas feitas com algodão orgânico. E a chegada das novas geladeiras vai acrescentar carnes, leites e derivados a esta lista.

OFICINAS E WORKSHOPS

No fundo do espaço há uma sala com brinquedos educativos e outra para realização de oficinas e workshops com temas sustentáveis. A arte também faz parte da pauta, com cursos de introdução a pinceladas de aquarela, por exemplo. Além disso, logo na entrada há uma exposição de fotografia e de instrumentos musicais. “A idéia é ser mesmo um centro de convivência”, afirma Naíla, que trabalhava com documentários e fotografia.

O espaço deve contar ainda com uma lanchonete, uma padaria, uma cafeteria, uma esmalteria e um salão de beleza, todos com base em produtos orgânicos.

A idéia do projeto nasceu quando o filho de Naíla, à época com três anos, se recusou a comer a sopa por estar envenenada, cheia de agrotóxicos. Na semana seguinte, o marido dela, que é arquiteto, procurou o Sebrae. O desenvolvimento do projeto levou cerca de dois anos. Naíla diz que até o momento a maior dificuldade é conseguir as verduras orgânicas, muito sensíveis a variações de temperatura e às chuvas.

A expectativa é atender 150 pessoas por dia.

SERVIÇO

Casa orgânica: Rua Fidalga, 346 – São Paulo/SP

GALERIA DE FOTOS 
previous arrow
next arrow
Slider