Seleção de Idioma

Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

DICAS

Redação - 19/07/2018

Tempo de cozimento: brócolis

Com alto teor de vitamina C e de cálcio comparado ao espinafre, a verdura leva pouco tempo para ficar cozida, mas estraga rápido

Ainda que o brócolis comum continue caro nas feiras e supermercados, a variedade ninja baixou de preços nas últimas semanas, dando para aproveitar a verdura em diferentes pratos. Independentemente da receita, quase sempre o brócolis tem que ser cozido antes do preparo. Pode até usar água com sal, mas a forma ainda melhor de manter sabores, textura e nutrientes é recorrer ao vapor, por isso a compra de uma panela própria para esse tipo de cozimento não deve ser desprezada. É uma ajuda a mais.

O tempo de cozimento do brócolis dependerá em grande medida dos passos da receita. Se for apenas refogar a verdura, o alimento pode ficar mais. Mas se levar ao forno, tem que segurar o cozimento. Brocólis muito cozido, além de perder a textura, ficando mole, perde sabor e seu valor nutricional, ensina a Embrapa Hortaliças. Cinco minutos no vapor é uma boa referência. Lembre que se coloca um pouco de água na panela para fazer o vapor e o recipiente (espécie de um escorredor com furo apenas no fundo) onde fica o alimento. Ao ferver, a água solta o vapor que vai cozinhar o legume ou a verdura.



É nessa etapa que começa a contar o tempo. Em cinco minutos, se o brócolis for novo, já estará no ponto de preparo. Se for mais velho, vai estar um pouco duro e precisará ficar um pouco mais. A partir daí não dá para descuidar, espetando com os talos com o garfo de modo a conferir a resistência.

O cozimento em água demanda o tempo de levantar a fervura para cozinhar o brócolis. Pode variar de oito a 20 minutos, estourando.

Em qualquer processo, o tempo pode variar conforme o uso. Se depois for para o forno, como recheio de uma torta, por exemplo, vai continuar cozinhando. Por isso, às vezes, o tempo de cozimento não leva mais que três minutos. O risco de colocar o brócolis cru diretamente na massa é o da hortaliça ficar dura.

Ao cozinhar, geralmente, se descarta as folhas e a maior parte dos talos do brócolis. Além de refogado ou recheio de tortas e bolos salgados, o brócolis pode ser acrescentado a um macarrão temperado com alho e óleo ou no molho de tomates. Serve como bolinho, numa massa mole de farinha ou no melhor estilo tempurá.

O inconveniente do brócolis é que estraga logo. É o tipo de verdura para consumir no dia ou se ficar na geladeira dura mais uns quatro dias. Brócolis passado deixa um cheiro intragável dentro da geladeira. Dá para congelar e tem até brócolis congelado no supermercado. O risco é perder a textura durante o processo de descongelamento ou de preparo.

Para comprar, escolha os maços de verde bem escuro, com botões bem fechados. Se tiver pontos amarelos, não leve, porque essa mudança de tonalidade indica que o produto está ficando passado. Só compre se for usar no mesmo dia.