Seleção de Idioma

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

DICAS

Redação - 21/06/2018

Tempo de cozimento: feijão

Deixar de molho em água ajuda a apressar o processo? Sim, mas, dá para fazer jogo rápido, sem perder o sabor, e o portal MeuCardápio explica como

Comer feijão e arroz sempre remete à comida caseira e brasileira. Fez parte do dia a dia da população por muito tempo e caiu um pouco em desuso nas décadas mais recentes pela correria diária, de pais e mães que trabalham fora e não têm mais uma pessoa para ajudar em casa, também simplesmente porque os hábitos alimentares mudaram. Mas o Brasil continua sendo o maior produtor de feijão do mundo. A safra de 2018 tem previsão de alcançar 3,4 milhões de toneladas, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que monitora a produção de grãos no país.

Tem feijão de tudo que é variedade, os mais comum são o carioca e o preto. E todas as regiões brasileiras têm uma especialidade à base de feijão: tutu à mineira, feijoada, tropeiro, baião de dois, acarajé, dobradinha, e a lista é grande. Muitas vezes a pessoa tem vontade de comer feijão tradicional, aquele de mãe, e desiste por causa do tempo que leva para o preparo, se for seguir as regras culinárias. Mas vamos combinar: quem vai se lembrar de colocar feijão de molho antes de sair de casa para cozinhar à noite? Essa é uma tarefa assumida por poucos.

A maioria deseja praticidade. E o portal MeuCardápio foi atrás de dicas para agilizar o processo. A primeira: tente comprar feijão novo porque cozinha mais rápido. Se comprar solto, basta morder um grão. Se ceder facilmente, compre sem susto. E descarte aquele que o grão não rompa na primeira mordida. Segunda dica: a banca não deixa experimentar? Pergunte ao atendente qual das variedades está mais nova. Não vá perguntar se o feijão rosinha tá novo né? Porque a resposta você já sabe qual será. Terceira dica: comprando no supermercado, evite os pacotes que estejam muito próximos da data de validade.

Comprado o feijão, é hora de cozinhar. Tirando a feijoada, em que o grão é cozido em panela comum, o mais prático sempre será usar panela de pressão. Meio quilo dá bastante feijão. Suficiente para duas a três refeições de uma família com três pessoas adultas e que comem bem (bem, mesmo).



USANDO A PRESSÃO
Tem que escolher o feijão, porque pode ter pedrinhas e outras sujeiras. Lave bem os grãos em água corrente usando peneira. Respeitando o limite de capacidade da panela de pressão, coloque os grãos e cubra com o dobro de água (é no olho mesmo). Tampe, coloque em fogo alto até começar a fazer o barulho característico do vapor saindo pela válvula de alívio; baixe o fogo e deixe cozinhando por 25 minutos. Usa o cronômetro do celular para dar o alarme e vá fazer outra coisa.

O próximo passo é temperar o feijão e deixar apurar para encorpar o caldo. Geralmente, os mais puristas recomendam que você faça um bom refogado de alho, cebola, azeite e outros temperos numa frigideira (mais uma panela para lavar, quem quer?), jogar sobre o feijão cozido e deixar fervendo até o caldo engrossar.

Uma dica prática: coloque os temperos num recipiente que possa ir ao micro-ondas (e depois para a máquina de lavar louça) e esquente por um minuto. Jogue sobre o feijão, coloque sal e feche a panela de pressão e deixe por mais 15 minutos depois que começou a sair vapor pela válvula (vai ser mais rápido que da primeira vez porque o feijão já está quente). Não quer nem fazer o refogado em separado, coloque os temperos direto no feijão cozido, incluindo o sal.

Desligou, saiu a pressão? Abra a panela e veja se o caldo está do seu agrado. Se precisar de mais tempo, agora deixe a panela aberta para não correr o risco de comer feijão queimado. Ao todo, gastou 40 minutos para cozinhar o feijão + 10 minutos para escolher (se for lerdo ou lerda). Não é tanto tempo assim para comer um feijão fresquinho.

PRECISA COLOCAR FEIJÃO DE MOLHO?
Não, necessariamente. Deixar o feijão de molho na água (de 8 a 12 horas) teria duas razões: reduziria o tempo de cozimento porque os grãos ficariam macios e a outra é que água ajudaria a neutralizar as substâncias do feijão que provocam gases. Nosso especialista de plantão V.Volker que é um engenheiro de alimentos formado pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) explica que deixar de molho na água ajuda a reduzir um pouco o tempo de cozimento (mas coisa de 5 a 10 minutos, no máximo, dependendo da variedade e da idade do feijão). Sobre a ação de evitar os gases emitidos, ele afirma que o molho em água pode até diminuir o efeito, mas que para neutralizar de fato seria preciso muito mais tempo de molho e em muita água. Conclusão: se tiver tempo deixe de molho, caso contrário, vá direto ao fogão.