Operação Carne Fraca: produtos fraudados.

Idec divulga lista de forma que o consumidor possa conferir; se ainda tiver o alimento em casa deve procurar o SAC dos fabricantes.

O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) divulgou informações sobre marca, lote e prazo de validade de produtos fraudados que foram alvo da operação Carne Fraca. As informações foram fornecidas pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) a pedido do Idec. Na lista estão salsichas, linguiças, hambúrgueres e frangos congelados.

A Senacon determinou o recolhimento cautelar dos produtos. Entretanto, caso o consumidor encontre esses produtos nas prateleiras do varejo, além de informar ao gerente do estabelecimento, deve procurar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Senacon. Se tiver o produto em casa, a recomendação é o consumidor entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do fabricante pedindo a substituição ou a restituição da quantia paga, em valores atualizados.

Os principais problemas encontrados foram o uso de ácido sórbico/sorbato, amido e carboidratos e água acima do permitido, além da presença de salmonella e de staphylocccus coagulase.

Consulte a lista de produtos fraudados divulgada pelo Idec.