Festejar o Dia dos Namorados com fondue

Saiba como fazer uma opção com queijo e quais características considerar se tiver que comprar um aparelho para usar na data.

Festejar o dia dos namorados com fondue
Mesa posta com fondue

Com o Dia dos Namorados se aproximando, sair para comemorar está fora de cogitação. A celebração terá que ser em casa mesmo. Para reproduzir o clima romântico de outras épocas, têm explodido as pesquisas na internet por receita de como fazer fondue. O campeão da busca é o tradicional, de queijo. De sobremesa, chocolate com morango. Querendo fazer, não tem muito segredo. A exigência é ter um aparelho de fondue.

Se quiser preparar o de queijo coloque na lista de compras, dois tipos de queijo. Os habituais são estepe e gruyère. Se não gostar de nenhum dos dois, tente queijo do reino ou minas padrão com emental. A ideia é que os queijos derretam formando o creme onde os pedaços de pão serão mergulhados.

A lista de compras para o preparo deverá incluir ainda alho fresco, vinho branco e noz-moscada. Coloque na lista uma ou duas garrafas de vinho que os dois gostem. Não precisa ser necessariamente tinto porque é inverno no sul e no sudeste do Brasil. Como exemplo, na capital paulista, a previsão para 12 de junho é de noite fria, em torno dos 16ºC, mostram as estatísticas da Climatempo.

RECEITA RÁPIDA DE FONDUE

Para 2 pessoas
400 gr de queijo (200 gr estepe e 200 gr guyère)
½ xíc (chá) de vinho branco
1 dente de alho
noz-moscada para temperar
pão em cubos para espetar (prefira o tipo italiano ou similar – o comum francês não serve porque na hora que colocar no creme o pão amolece demais e não consegue ser resgatado)

O preparo a dois é sempre mais bacana, mas querendo impressionar, segue o passo a passo.

1 – Rale os queijos. Use a face do ralador para fazer tiras mais grossas, senão demora muito e também porque não é necessário.

2 – Pode usar a própria panela do aparelho de fondue ou pegar outra (depois vai ter que despejar na de fondue).

3 – Esfregue o alho em todo o interior da panela.

4 – Despeje o vinho na panela e esquente. Ameaçou borbulhar, vai colocando o queijo aos poucos.

5 – Resista à tentação de jogar tudo de uma vez na panela. Vira um bolo difícil de mexer e que demora para derreter.

6 – Formou o creme? Tempere com noz-moscada. Rale um pouco sobre o creme, mexe, apague o fogo. E está pronto.

COMPRANDO APARELHO DE FONDUE

Se não tem aparelho de fondue, e vai comprar, se apresse. Com o comércio eletrônico sustentando as vendas de milhares de lojas, as encomendas estão demorando a chegar. Se o fondue é só para momentos a dois não precisa comprar o grande, com uma dúzia de garfos/espetos ou mais. Tem opção a partir de R$ 70. Mas não faça escolha apenas por preço. Tem outras características que deve observar para se dar bem.

Evite os aparelhos que tenham a panela com revestimento antiaderente. É fácil de lavar mas o revestimento ficará todo riscado no primeiro ou segundo uso. Dê preferência aos de inox, alumínio ou cobre. Podem até custar um pouco mais, mas serão para sempre. Também porque esses materiais mantêm o calor por mais tempo.

A panela deve ter paredes grossas. Finas demais, esquentam muito rápido o fundo e o queijo queima.

O queimador embaixo da panela serve para manter o creme aquecido ou o óleo quente (caso resolva fazer de cubos de carne). Para acender use alcool em gel. Geralmente tem uma tampa sobre o queimador que desliza, abrindo ou fechando os furos do queimador, e regulando a intensidade da chama.

A boa notícia é que tem modelos elétricos. Por certo, são mais seguros, mas podem não ter tanta graça.

Com o aparelho de metal dá para fazer o fondue de chocolate. Porém, se for de sobremesa, depois de um salgado, é bom pensar em comprar outro aparelho. Caso contrário, vai ter que interromper a comilança e ir para a pia lavar a panela. Os aparelhos de fondue de chocolate são menores e o ideal é serem de louça ou cerâmica.