Seleção de Idioma

Sexta-feira, 29 de Maio de 2020

DICAS

Jussara Maturo - 09/04/2020

O quê cozinhar em tempo de covid-19

O MC ouviu a nutricionista Karla El Achkar da Silva que vê no isolamento a oportunidade de inciar uma nova rotina com alimentação saudável.

O avanço do surto de covid-19 no Brasil virou a rotina dos lares de ponta cabeça. Muitos experimentam pela primeira vez trabalhar em casa. Outros têm encarado o fogão diariamente. Pais que passam a trabalhar em casa dividem espaço com filhos sem escola e tendo que cuidar das tarefas domésticas. Os cenários são muitos. Mas, em comum, a maioria tem feito a própria comida. Seja porque teme a contaminação de um delivery, seja para economizar sem saber o que futuro logo ali reserva.

São muitos os cenários. Contudo, as pessoas poderiam tentar aproveitar o período de afastamento social como oportunidade de melhorar a alimentação, observa a nutricionista Karla El Achkar da Silva ao portal MeuCardápio. Ela argumenta que as pessoas que dizem não ter tempo para cozinhar, estando em casa poderiam criar uma outra rotina que, no futuro, viraria hábito. “Com certo planejamento, cozinhando no final de semana e deixando congelado, ou fazendo uso de entrega com refeição saudável é possível comer melhor”, comenta a nutricionista. “Mas delivery de fast food não adianta”, brinca.

Nesse período tem sido comum as pessoas se envolverem tanto com o trabalho que esquecem de comer. Outras que não podem levar o trabalho para casa, mas permanecem isoladas, acabam comendo mais. Uma dica de Karla é estabelecer uma rotina de horários, inclusive para as refeições. Também não exagerar na compra de guloseimas como batata frita de pacote ou muito chocolate. Estando à mão, acaba comendo.

Planejamento e organização são fatores básicos para a alimentação saudável. Pensar no que vai fazer ao longo da semana, ajuda a montar a lista de compras. Isso vale para esse período de isolamento, como pode ser estendido para o dia a dia normal.

CONGELADOS SÃO BONS ALIADOS

Karla lembra que congelados são bons aliados na programação do cardápio da semana. Em geral, as carnes são as que mais demandam tempo de preparo, especialmente a bovina. Uma alternativa é fazer a mais e congelar. Para quem mora sozinho, faça porções individuais, para ter variedade. O feijão pode ser cozido e congelado, temperado ou não. A nutricionista lembra que se for temperado o prazo no freezer será menor. Tem que ser consumido mais rápido que o sem tempero. Congelar verduras como brocólis ou couve-flor é outra opção para incluir opções saudáveis nas refeições.

Sopas também são úteis e fáceis. Basta uma panela e uma boa combinação. Faça a mais e congele para ter alternativa quando não houver tempo para preparos mais elaborados.

Ao fazer as porções para congelar, o mais apropriado é identificar na embalagem o alimento e quando foi congelado. Assim, a pessoa não corre o risco de abrir algum prato que esteja há muito tempo guardado.

Quando não der para cozinhar, ou esqueceu de descongelar, não se culpe. Pede um delivery. “Não é condenável, mas não poder ser isso a rotina”, recomenda Karla.

BISCOITINHO DE BANANA E AVEIA ZÁS-TRÁS

Em tempo de confinamento, nas famílias deveria prevalecer a divisão de tarefas para não sobrecarregar ninguém. Isso inclui até as crianças na cozinha, formando hábitos saudáveis, diz a nutricionista. Ela dá uma receita simples que os pequenos podem ajudar.

Descasque duas bananas bem maduras, coloque numa tigela e amasse. Acrescente a esse purê, uma xícara de chá de aveia. Molde os biscoitinhos, ponha numa forma untada e asse. Em questão de dez minutos estará pronto. É fácil e mata a vontade de comer um doce. “Já acrescentei à receita cacau em pó, que dá gosto de chocolate, e ficou muito bom”, assegura Karla.

| VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE LER |

CONGELAR É OPÇÃO PARA TER SUCO NATURAL TODO DIA