Seleção de Idioma

Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

MC EXPLICA

Rita Karam - 01/02/2018

Dicas para preparar e manter a marmita saudável

O MeuCardápio consultou especialista do Ital a fim de obter orientações para evitar que o que é bom vire um problema

Nos últimos tempos, muitos profissionais aderiram à prática de levar a marmita para o trabalho quer para ter maior controle do que estão comendo, quer por uma questão de economia. Mas você sabe quais os cuidados que deve tomar para evitar que o que é bom vire um problema? O MeuCardápio ouviu o biólogo e pesquisador do Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos), Airton Vialta, e reuniu algumas orientações para manter a marmita saudável.

O tempo fora da refrigeração é o principal cuidado para ficar longe dos problemas. Uma refeição preparada no dia anterior e que foi mantida refrigerada pode ficar até duas horas no percurso casa-trabalho sem afetar a qualidade do alimento. Chegando ao trabalho, a marmita precisa ir para o refrigerador bem rapidamente. Se for possível colocar em uma bolsa térmica durante o percurso, melhor, alerta Vialta.

Se não tiver geladeira no local de trabalho ou não puder usar, o recomendável é colocar a marmita em uma bolsa térmica colocando gelo dentro. Mas não jogue as pedras de gelo direto na bolsa. Embale cuidadosamente em saco plástico de forma a não vazar água dentro da bolsa quando o gelo começar a derreter. A água pode entrar em contato com a comida e não só alterar textura e sabor, como levar algum micro-organismo que esteja na bolsa para a comida, contaminando a refeição, explica o pesquisador. Existem algumas embalagens próprias para refrigeração que evitam o vazamento.



A contaminação é o maior risco da marmita. Mesmo submetidos a um processo de cozimento alguns micro-organismos mais resistentes podem sobreviver, por isso é importante deixar o alimento resfriado, de forma que mesmo que a bactéria resista ao calor, o frio não deixa que se desenvolva.

Outra recomendação é ter cuidado com os produtos que usa na limpeza da bolsa térmica. Evite produtos com aromas fortes que podem deixar cheiro na bolsa e passar para o alimento. Basta um pano úmido de água ou papel com álcool, se desejar.

Na hora de escolher o utensílio no qual será colocada a comida, se for de plástico verifique se é indicado para geladeira e micro-ondas, aparelho tradicionalmente utilizado no aquecimento da comida. E na hora de comer, o mais aconselhável é colocar a comida em um prato.

O ideal é colocar cada porção de comida separadamente. Existem no mercado alguns utensílios que permitem essa separação.

Se optar por levar pratos prontos congelados, é preciso cuidado com alguns alimentos que podem perder textura e sabor se não forem direto do freezer ao micro-ondas, como pizzas e outras massas. O biólogo faz também alguns alertas para a hora do preparo.

.: Não use os mesmos utensílios para alimentos crus e cozidos, porque pode levar a contaminação de uma carne cru, por exemplo, para outro alimento que já foi preparado.

.: Quando for conservar alimentos em geladeira sempre guarde em recipientes bem fechados, para impedir a contaminação cruzada ou mesmo bloquear que o aroma mais forte de algum alimento passe para outro.

.: A comida ou a sobra dela não deve ficar indefinidamente em cima do fogão, é preciso colocar na geladeira. O MeuCardápio já falou sobre isso. A recomendação é que a comida pronta não fique mais que duas horas fora da geladeira.

.: Alimentos que serão consumidos crus sempre devem ser higienizados com cloro, pois se estiverem contaminados podem inclusive causar hepatite.