Seleção de Idioma

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

MC EXPLICA

V.Volke - 16/04/2017

Manteiga ou margarina? O que passar no meu pãozinho?

O MC Explica ajuda a resolver o clássico dilema matinal e por fim à novela mexicana.

O clássico dilema matinal: “manteiga ou margarina?” Com certeza você já deve ter visto essa épica batalha de dois colossos da culinária mundial, com idas e vindas e reviravoltas infinitas sem nunca chegar ao fim tal qual nem mesmo as melhores novelas mexicanas conseguiriam imitar.

Porém não tema! Em apenas algumas linhas você vai descobrir que nem tudo precisa ser tão complicado assim. Para ser bonzinho e não prolongar a sua ansiedade: então qual a diferença entre manteiga e margarina? Simples! As diferenças entre elas são normalmente negligenciáveis. Ou seja, para uma pessoa que não exagera, apenas consumindo uma ou duas colheres de sopa por dia, não haverá diferença significativa. No entanto, se você é daquelas pessoas que costuma exagerar todo dia na manteiga ou margarina, bem... a diferença também não vai importar porque você, certamente, terá problemas maiores de saúde para se preocupar.



Se você prestou atenção no que escrevi acima, disse que as diferenças são negligenciáveis e não inexistentes. Ah... a maravilha das palavras, não é mesmo? Isso significa, minha cara, meu caro, que há sim diferenças entre manteiga e margarina. É só que, normalmente, elas são tão pequenas que não importam de fato. Mas conheço vocês e sei que não vieram aqui para sair de mãos vazias – e eu não pretendo as/os decepcionar.

MISTURA DE GORDURAS
Lembrando de um outro certo artigo, vamos ter que falar um pouco sobre gorduras. Manteiga e margarina são essencialmente misturas de gorduras. As gorduras vêm em 3 tipos básicos:

Saturadas: mais sólidas, aumentam os níveis das lipoproteínas, digo, “colesterol” do sangue em geral. Tanto o “ruim” quanto o “bom”. O que não é tão bom assim.

Insaturadas: mais líquidas, tendem a diminuir o “colesterol ruim” e aumentar o “colesterol bom” no sangue. O que é bom para você. As gorduras insaturadas são as gorduras que devem ser priorizadas na hora de comer gorduras.

Trans: normalmente associadas a gorduras parcialmente hidrogenadas, também ocorrem na natureza em pequena quantidade. Devem ser evitadas o máximo possível, mas o consumo de até 2g/dia é considerado razoavelmente seguro. O consumo de 0g/dia é o único 100% seguro, no entanto.

Agora que já conhecemos nossas amigas, vamos ao prato principal: então quais são as diferenças entre a manteiga e a margarina? Por um lado, existem as óbvias diferenças subjetivas de sabor e textura. A manteiga tem um sabor de (surpresa!) manteiga natural e é mais firme e a margarina tem sabor artificial de manteiga, sendo mais mole e fácil de espalhar no pão sem destruí-lo no processo.

Mas, essas são diferenças sujeitas à escolha pessoal. E a beleza disso é que essa é uma escolha que só você poderá fazer.

O QUE IMPORTA
Por outro lado, há diferenças mais objetivas, mais científicas, mais divertidas entre as duas gorduras amarelas que amamos. Para ser mais fácil a comparação, coloquei as diferenças como uma lista. Porque me importo tanto assim com vocês.

Manteiga: feita de leite ou creme de leite (normalmente de vacas); concentra em torno de 50% de gorduras saturadas, 35% de gorduras insaturadas e 3% de gorduras trans naturais.

Margarina: feita de gorduras vegetais modificadas, água, estabilizantes, corantes e aromatizantes; concentra em torno de 20% de gorduras saturadas, 55% de gorduras insaturadas e 0% de gorduras trans.

Olhando para os valores assim você deve estar se perguntando: “a diferença de composição me parece bastante grande para ser chamada de negligenciável! O que está havendo aqui?”

EQUILÍBRIO
Calma. Eu explico. Acontece que, em um consumo moderado (em torno de 2 colheres de sopa/dia), a quantidade de massa de fato ingerida de gorduras saturadas ou insaturadas é ainda pequena: 10g ou menos por tipo de gordura. Ou seja, em uma dieta onde não se come todo dia manteiga ou margarina e quando se come uma delas não se exagera nas quantidades, a diferença nutricional se torna tão pequena que não vale a pena se preocupar tanto – a não ser a diferença de preços.

No entanto, vale notar que a manteiga possui em torno de 3% de gorduras trans naturais. Então se você ainda não está convencida ou convencido de que um consumo em níveis baixos (menos de 2g/dia) desse tipo de gordura pode ser seguro, talvez, nesse caso, a margarina seja a escolha melhor para você.

Seja como for, se a dieta for balanceada o suficiente e o consumo da manteiga ou da margarina não for exagerado, seja feliz com aquela que você preferir ou até mesmo ambas!

Mas lembre-se: ambas contém gorduras saturadas e até gorduras trans (na manteiga). Então pode exagerar uma vez ou outra, mas não faça disso um hábito. E, se possível, use mais óleos vegetais, que são mais ricos em gorduras insaturadas.

Ou seja: coma com responsabilidade as gorduras mas coma feliz!

- Anvisa: sobre gorduras trans e o consumo diário máximo delas

- Universidade de Harvard: polêmica entre manteigas e margarinas (em inglês)

- Universidade de Harvard: mais sobre o assunto (em inglês)