Seleção de Idioma

Sexta-feira, 29 de Maio de 2020

DICAS

Redação - 02/04/2020

Preços altos: troque por cebola e alho em pó

Não dá para ficar refém dos especuladores ou mesmo das circunstâncias, o fogão precisa funcionar em tempo de coronavírus.



Os efeitos da pandemia do coronavírus já se estenderam pelo abastecimento. Nos últimos dias os consumidores têm se deparado com a disparada dos preços. O refogado nosso de cada dia de cebola e alho anda ameaçado por aumentos substanciais. A Apas (Associação Paulista de Supermercados) fez uma declaração pública apontando os produtos que têm apresentado elevação de preços, alguns chegam a 70%. Alho e cebola estão entre esses alimentos.

Até 24 de março, de acordo com a entidade, o alho tinha subido 18% e a cebola 36% nos supermercados paulistas. Parte disso tem a ver com o descompasso entre oferta e demanda. E os especuladores de plantão estão aproveitando. Muitas famílias saíram estocando mantimentos por medo do isolamento exigido para conter a pandemia, desabastecendo prateleiras. Em outros casos, está difícil o campo levar comida até os pontos de venda por problemas de transporte, fronteiras entre estados fechadas e suspensão de entregas.

Mas para alguns alimentos há substitutos. Comprar cebola e alho em pó é uma alternativa não muito comum nas casas brasileiras, mas que funciona. É verdade que quem cozinha terá que fazer algumas adaptações na proporção, porém, está valendo, até do ponto de vista financeiro. Por enquanto, cebola e alho em pó não estão em falta e nem tiveram seus preços alterados. Pelo contrário, em alguns lugares, há até promoção.

O pó de cebola ou alho pode ser encontrado em embalagens plásticas herméticas de 100 gramas. Há ainda a opção a granel. Em tempos de coronavírus, contudo, a prudência recomenda comprar os industrializados de marcas reconhecidas.

NA DOSE CERTA

Nosso engenheiro de alimentos V.Volke, que andou meio sumido, é verdade, nos lembra que em torno de 95% da cebola e do alho contêm água. Portanto, no pó está a essência concentrada. Então, vai com calma na hora de usar. Para facilitar o cálculo, vamos tomar como exemplo uma cebola de 150 gramas – é o que se costuma chamar de cebola média. A concentração (sem água) daria algo como 15 gramas, o equivalente a uma colher de sopa.

Assim, se a receita pede uma genérica cebola média, você não vai errar se usar uma colher de sopa de cebola em pó.

Para o alho, a conta é mais complicadinha. Tem que pensar que uma cabeça de alho com, digamos, dez dentes (portanto nada enorme), tem 60 gramas. Desse modo, cada dente de alho pesaria em torno de 6 gramas, algo próximo a uma colher de chá. Se a receita pede três dentes de alho, você coloca três colheres de chá de alho em pó.