Seleção de Idioma

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS

Jussara Maturo - 10/05/2018

Korin investe em nova fábrica de ração

Foram aplicados R$ 12 milhões na nova planta que funcionará em Ipeúna (SP), com maior capacidade de segregação entre grãos, e previsão de ser inaugurada em setembro

Com investimento em torno de R$ 12 milhões, a Korin constroi fábrica de ração que deverá entrar em operação a partir de setembro, localizada também em Ipeúna, interior de São Paulo, onde a empresa já mantém unidade produtiva para abate. A nova planta é moderna e com mais capacidade de segregação dos grãos com silos específicos para orgânicos, não-transgênicos e convencionais. Em entrevista exclusiva ao portal MeuCardápio, Luiz Carlos Demattê Filho, diretor industrial da Korin Agropecuária, contou que a intenção da companhia é até 2020 ter toda a produção livre de grãos transgênicos.

Ele ressalta que essa decisão representa um desafio gigantesco. Atualmente, a maior parte da produção emprega ração à base de grãos convencionais, uma vez que os orgânicos correspondem de 10% a 12% do total. “Apesar de convencionais, são grãos AF (sem uso de antiobióticos)”, faz questão de salientar o executivo. Como parte dessa estratégia de substituição dos convencionais, a Korin lançou na Apas Show, feira que termina hoje, 10 de maio, em São Paulo, uma linha sustentável com dois produtos: frangos, que não consomem ração feita de grãos transgênicos; e ovos de galinhas com alimentação à base de grãos não transgênicos.

Segundo a companhia, a previsão é ter 720 mil aves por ano, com a utilização de cerca de 1,2 mil toneladas de milho e 730 toneladas de soja não transgênica. O frango será vendido em bandejas de 600 gramas e os ovos vermelhos em embalagens de 10 unidades. A marca já conta com uma linha de frangos e ovos orgânicos (sem o uso de transgênicos) e outra sustentável (aves com alimentação à base de vegetais convencionais).

Em geral, só em aves foram 7 milhões de frangos abatidos em 2017. O portfólio da companhia soma 340 itens, contando as extensões de linhas.

AMPLIAÇÃO DE LINHA
A família de pescados que começou com a truta congelada será ampliada com o lançamento de tilápias, em meados do segundo semestre, estima Demattê, explicando que também os peixes são criados de forma mais natural possível sem interferências genéticas. O diretor explica que muitos criadouros transformam todas as tilápias em macho mediante uso de hormônios que acabam sendo consumidos por quem come esse tipo de peixe.

O projeto da tilápia está sendo feito em conjunto com um parceiro experiente e que aceitou adotar técnicas diferentes de criação, explica o executivo.

Outra novidade também lançada com parceiros é a Carne Moída Bovina Orgânica, certificada. O lançamento foi na Apas Show 2018. O produto é feito com coxão duro e paleta de gado criado em pastos nativos, sem aplicação de agrotóxicos e fertilizantes, em regiões do Pantanal sul-mato-grossense.

PASSOS MAIS RÁPIDOS NO VAREJO
No início da década de 2000, a Korin abriu sua primeira franquia de varejo no bairro paulistano Vila Mariana. Mas, só mais recentemente a presença no varejo aumentou. Hoje são nove lojas da marca: cinco na cidade do Rio de Janeiro; duas na capital paulista, com previsão de uma terceira em breve; uma em Brasília; e uma em Natal, no Rio Grande do Norte. A intenção é contar com cem lojas da marca, entre próprias e franquias, em 2022, diz Demattê.

GALERIA DE FOTOS

Ampliar
  • Foto 1
  • Foto 2
  • Foto 3
  • Foto 4